Busca

noticias

Brasil deixa de ganhar R$ 14 bilhões com reciclagem de lixo


fonte: https://www.cnnbrasil.com.br/nacional/2020/08/04/brasil-deixa-de-ganhar-r-14-bilhoes-com-reciclagem-de-lixo
categoria: Coleta Seletiva

O Brasil perde R$ 14 bilhões por ano com a falta de reciclagem adequada do lixo. Foram cerca de 12 milhões de toneladas de resíduos sólidos que, ao invés de gerarem dinheiro e emprego, acabaram descartados no meio ambiente. Os dados, obtidos com exclusividade pela CNN, são da Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais).

Por ano, são gerados quase 80 milhões de toneladas de lixo, mas apenas 4% são reciclados. A reciclagem é um dos gargalos da Política Nacional de Resíduos Sólidos, que acaba de completar 10 anos. “Então, existe um horizonte bastante amplo para que esses índices sejam melhorados”, afirma Carlos Silva Filho, presidente da Abrelpe.

Ainda sobre os números do desperdício, só de plásticos são 6 milhões de toneladas. Papel ou papelão representam 4,7 milhões. Vidro (1 milhão) e alumínio (185 mil) também aparecem entre os principais materiais não reaproveitados.

Lixões

Além da falta de reciclagem, o Brasil também não avança na extinção dos lixões. O número de locais praticamente se manteve estável nos últimos dez anos. A Política Nacional de Resíduos Sólidos previa o fim dos lixões até 2014, data que foi prorrogada para 2024.

Luiz Gonzaga, presidente da Abetre (Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes) comentou a situação. “Lamentavelmente, nós temos pouca evolução no aspecto da reciclagem. Os acordos setoriais da logística reversa ainda são poucos, não traduz o anseio e o desejo da sociedade brasileira. E o que é pior, os lixões continuam”.

Cerca de 40% de todo o lixo produzido no Brasil acaba despejado em locais inadequados. São mais de 30 milhões de toneladas de resíduos sólidos que vão para quase 3 mil lixões ou aterros controlados espalhados pelo país.

Como consequência, não só o meio ambiente é prejudicado, mas também a saúde das pessoas. “Isso tem um impacto na saúde de 76 milhões de brasileiros, e um custo para tratamento de doenças, um custo ambiental, de um bilhão de dólares por ano”, afirma Carlos Silva Filho.

 

© Copyright 2012-2020 - sucatas.com ® | Design Media Farm | Desenvolvimento: Bagus TI Consultoria